Saindo do Aluguel: Dicas para comprar um apartamento ideal



Ter uma casa própria ou o nosso “Lar Doce Lar” é o sonho de todo solteiro que busca independência. Mas pode ser bem difícil encontrar algo, principalmente para quem mora em grandes metrópoles.

Chega uma hora que não dá mais pra pagar aluguel.
Chega uma hora que não dá mais pra pagar aluguel.

A busca por apartamentos em São Paulo pode ser insana e trabalhosa. Segue abaixo algumas dicas que levei em consideração quando fui procurar meu canto.

Então respire fundo e aproveite as dicas!

Cuidado com o orçamento: Ao financiar um imóvel, seja ele novo ou usado, o que mais devemos nos atentar são os juros. Por isso, poupe bastante antes de comprar e priorize dar uma entrada de 20% do valor do imóvel. O restante pode ser financiado em 10, 15 anos ou até mais, sempre lembrando quanto menor o valor a ser financiado, menos juros no saldo final. Calcule tudo de acordo com o seu bolso para não ficar apertado, principalmente se, por ventura, você perder o emprego no meio do caminho.

Localização:
Cidades como São Paulo são uma dor de cabeça por causa do trânsito. Pode ser, então, interessante residir próximo ao local de trabalho ou que facilite o transporte público (estações de trem, metrô, terminais de ônibus). Tudo isso, porém, encarece o valor do imóvel. Por isso, coloque tudo na balança e avalie o que é melhor para você.

Imóvel usado: Imóveis antigos podem ser mais interessantes dependendo da sua necessidade. Apartamentos antigos são maiores e mais baratos, mas exigem mais atenção na hora da compra. Cuidado ao visitar o local ainda ocupado, pois pode comprometer visualizar o tamanho e o real estado de conservação.

Comprando na planta: Comprar na planta exige grande confiança na construtora, pois geralmente elas atrasam na entrega das chaves. Nesses casos, não deixe de buscar seus direitos junto à órgãos de defesa do consumidor. Planeje bem onde você irá residir antes de ir morar no imóvel, ou seja, se você terá que ainda ficar um tempo de aluguel ou na casa dos pais.

E vocês já pensaram em sair do aluguel? Tem dicas? deixem nos comentários:
Artigo enviado pela leitora: Mariana Santos – Santista de coração e sobrenome.
Mora sozinha em São Paulo, tem 25 anos e trabalha em meio aos números da contabilidade.



Vinicius de Oliveira

Criador do Blog Morando Sozinho

0 comentários em “Saindo do Aluguel: Dicas para comprar um apartamento ideal”

  1. Bah, nem sabia que o blog existia ainda, Vinicius, compartilharam no G Reader e que fui ver.

    Quanto as construtoras, minha namorada ia comprar um Rossi, mas o corretor passou um preço e depois aumentou em 4 mil esse preço, lógico que não rolou negócio, uma empresa tipo a Rossi é cheia de pequenos defeitos que atrapalham, primeiro que não é muito flexivel para negociar e segundo é que me vieram com essa de mudar o preço, reclamamos… chegamos a falar com a gerente de cara, deu em nada.

    Foi que ela fechou com outra, bem próxima. O prédio que ela fechou negócio é um pouco mais caro mas rolou um desconto maior em negociação, acabou-se mostrando uma boa.

    Minha dica é: Negociar sempre e ter uma boa parte de dinheiro à vista.

  2. Cara vc está vivo tbm rs…
    obrigado pela visita….
    o problema realmente é ter uma parte do dinheiro pra dar a vista rsr
    abraços e uma breja !

  3. Eu graças a Deus morei somente 4 meses de aluguel e consegui minha casa propria, vai fazer 1 mes que entrei pra minha casinha realmente minha, mas fiz por arrendamento na caixa, um projeto do governo, eu ja estava montando meu Post que seria “O Sonho da casa própria”, ia postar amanha rs….
    Mas enfim… Não tem coisa melhor que investir no que é dagente.
    Abraços!
    Vinícius Lenz Michelan
    http://morandosozinhoagora.blogspot.com/

  4. Vou deixar também uma ótima dica para você quer quer comprar seu imóvel, mas ainda não conseguio ajuntar toda a grana para dar de entrada em algo. Faça um plano como o consórcio para ajuntar o total e comprar à vista sem pagar juros e no neste plano você tem a vantagem exclusiva de não precisar ajuntar tudo para ter o crédito disponível. A dica também vale para as pessoas que tem parte do valor pois você pode usá-lo como lance e aumentar o seu poder de compra, mas se você é do tipo que tem o valor e não quer se descaptalizar comprando o imóvel à vista, usando somente parte do valor como lance para ter o crédito liberado.

    Atenciosamente:

    Samuel Oliveira
    Representante Comercial.
    contato:
    6541-4310(oi) | 6577-3035(claro)
    samuel.representante@hotmail.com

  5. Muito boas dicas mesmo! Tem gente com mais de 25 anos nas costas que mesmo tendo emprego sai torrando todo o dinheiro que ganha, não pensa em poupar, depois que cai a ficha que precisa/quer se mudar, morar sozinho ou juntar os trapos com alguém, não tem dinheiro pra dar entrada em imóvel e acaba tendo que alugar. Aluguel, pra mim, é jogar dinheiro pela janela. Eu ainda alugo porque moro em outra cidade e pretendo voltar pra terra natal daqui a uns aninhos. Mas sempre pensando no futuro e poupando dinheiro!
    O conto da cigarra e da formiga se encaixa perfeitamente aqui.

  6. Fala meu camarada! Tempo que não entro aqui hein! Então, eu ainda não saí do aluguel, apesar de ter uma casa, mas eu atualmente moro em Barra Mansa, e a minha casa fica em Angra dos Reis, e sinceramente não pretendo voltar pra lá tão cedo. Aqui onde moro eu tenho mais duas casas, mas como é herança ainda não posso recebê-las, só depois que meus avós se forem, por isso ainda vivo de aluguel. E já cheguei a comprar uma outra em Angra, na planta, e foi o melhor negócio que fiz na época pq o imóvel valorizou muito e quando vendi o valor foi dobrado!

  7. Eu tenho muita vontade de comprar meu próprio cantinho e sair do MALDITO ALUGUEL, já moro sozinha a tanto tempo, as vezes penso se é melhor comprar morando sozinha mesmo ou comprar quando eu resolver casar (apesar que eu nem namoro mais rs) aqui em SP os imóveis pra quem mora sozinho é complicado, são TÃO CAROS pra morar mais perto de tudo tem que pagar BEM CARO !! Mais é certeza que vale muito a pena, economizamos no transito INFERNAL de sampa….

  8. Bom… financiei um apê faz 3 anos e moro sozinho nele há 2. Encarei isto como o fato de ser um investimento tb, pois não tenho o mínimo saco de guardar dinheiro em poupança e aplicações bancárias… Na época aproveitei q tava mudando de emprego e usei o FGTS q tinha no banco pra dar entrada. O resto ficou pra ser pago em “apenas” 20 aninhos! rs! Mas vamo que vamo! Agora é não deixar a peteca cair, pois morar sozinho é bom demais!! E afinal, agora só faltam 17 anos!!! hahahaha! abraços!

  9. As vezes comprar não é melhor que alugar. Tem um livro do Gustavo Cerbasi (Casais Inteligentes Enriquecem Juntos) que mostra uma maneira inteligente de viver no aluguel e sair ganhando). O importante e verificar qual a porcentagem para calcular o aluguel sobre o valor do imóvel. Na época do livro um imóvel de 100.000,00 saia no máximo 800,00 por mes de aluguel e comprando saia a 1.100,00 por 20 anos. Se vc guardar esses 300,00 a 0,6% de juros líquidos por 20 anos terá 160.000,00 e não um imovel de 20 anos. Fora que se acontecer de perder a renda nesse meio tempo você tem dinheiro guardado e não precisa perder todo o dinheiro investido num imóvel. Fora a vantagem de poder sempre morar próximo ao local de trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *