Desprendendo-se de coisas inúteis



Se você mora sozinho, sabe que juntar coisas inúteis é algo muito comum.
Se você mora sozinho, sabe que juntar coisas inúteis é algo muito comum.

Coisas que, num momento de impulso consumista, você comprou e jamais usou. Ou se usou, foi uma vez só. E a única pretensão desses objetos em nossas vidas é juntar poeira e ocupar espaço (que normalmente já é limitado).

Exemplos de tranqueiras que juntei durante os 4 anos que moro sozinha: DVD’s comprados dos ambulantes e que nunca assisti; caixinhas de madeira pintados à mão (dentro eu coloquei coisas que não servem pra nada e que não tive coragem de jogar fora); potes de margarina ou palmito que tenho certeza que um dia vou precisar, mas que só ocupam espaço; brindes do Mc lanche feliz com formato da Hello Kitty; um jardim japonês zen portátil; isso sem falar em roupas, sapatos e bolsas que não uso mais…

Mas vamos ao que interessa: como se livrar dos trastes?

1. Arrume uma caixa de papelão grande o suficiente pra caber esses trastes, mas pequena o suficiente pra que você consiga levantá-la sem travar as costas e ir parar no pronto-socorro.

2. Separe mentalmente 3 pilhas no chão: a primeira se chama “adeus”; a segunda se chama “tem uma chance de ficar”, e a terceira “não consigo me livrar disso

3.
Junte os objetos que pretende jogar fora, e mesmo que haja uma leve (ou pesada) dúvida na sua mente, vá em frente. Pegue o primeiro em suas mãos e reflita: “Eu usei isso nos últimos 12 meses?” Se a resposta for NÃO, coloque na pilha de “adeus” e não pense mais nele.

Se a resposta for “Sim, mais de uma vez e menos de 3 vezes”, coloque na pilha nº 2

Mas se a resposta for “Sim, mais de 3 vezes” ou “Não, mas foi minha mãe que me deu e ela vai ficar p*** se eu jogar isso fora” deixe por enquanto na pilha nº 3. Faça isso com todas as suas outras tranqueiras.

4. As coisas que você colocou na caixa nº 1, nem olhe mais pra elas. Ignore seus insistentes pedidos de “socorro, me tirem daqui” ou seus olhinhos pidões dizendo “você vai ter coragem de me mandar embora?“.

Vá para a pilha de nº 2 e analise novamente os objetos. Agora pense bem: você pode viver sem isso? Se a resposta for SIM, coloque na pilha nº 1 sem dó nem piedade.

5. A última pilha, de nº 3, você vai ter mais dificuldades em se livrar dos objetos que ali estão. Mas faça um esforço e siga o mesmo procedimento da pilha nº 2. Se mesmo assim, não conseguir jogá-los fora, deixe pra tentar de novo daqui a 6 meses.

6. Agora pegue os objetos que você escolheu dar um fim e coloque na tal caixa de papelão; depois procure na sua cidade alguma entidade que receba coisas usadas, ou se você tiver realmente MUITA coisa, pode organizar um bazar de usados e ganhar um dinheirinho extra com suas coisinhas!

Você vai perceber como sua casa vai ficar mais limpa e organizada, e como você vai passar a achar as coisas que procura com muito mais facilidade! Se tiver algum outro método pra se livrar das suas tranqueiras, conte pra gente!



Vinicius de Oliveira

Criador do Blog Morando Sozinho

0 comentários em “Desprendendo-se de coisas inúteis”

  1. Perguntinha basica…
    VOCÊ ANDOU LENDO MEUS PENSAMENTOS???? Meu quarto anda uma zona e eu tenho pensado em fazer algo parecido com o que vc me indicou.
    Na verdade eu até comecei, coloquei numa sacola o que eu quero me livrar… Mas todo dia ela grita comigo NÃO ME DEIXE POR FAVOR, e ai ela fica.
    Mas AGORA não vou ter dó, vou jogar tudo fora.
    obrigada pelo post. 🙂

  2. Fala meu amigo! como eu você anda sumido da net!!

    Bom se você puder fazer um up date no post! explico já uma forma de se livrar melhor das coisas na caixa três…

    Como evitar ser guardião de cacarecos!!

    Alguns homens sempre tentam ser práticos, então guardam parafusos, porcas, restos de fios, tintas e todas ou qualquer tosqueira que “acham” vão usa algum dia! Aceite provavelmente nunca vai usar, e se isso acontece uma ou duas vezes em um ano! Você vai fica tentado a guardar… não deixe esse hábito acontecer!

    Se você tem dificuldade de jogar coisas fora ao divida o conteudo da a caixa 3 em duas novas caixas e lacre com durex grande,e escreva uma data de vencimento de 4 a 8 meses no futuro diferente para cada caixa! Essa agora é validade da caixa!

    Guarde e na proxima arrumação se a data estiver vencida, NÃO ABRA A CAIXA! SE VOCÊ NÃO LEMBRAR, NÃO PRECISA, SE NÃO PRECISA PODE JOGAR FORA!

    desejo sucesso!

  3. Eu me desfiz de algumas coisas alguns meses atrás. Um armário velho, roupas velhas, tudo o que tinha direito, eu ia doar para o Exército de Salvação, mas, a minha mãe ficou numa aporrinhação tremenda e nem deu.

    Abração. Aguardo visitas.

  4. hahahaha… Certamente tenho algumas coisas em casa q não uso faz um bom tempo e não usarei. Mas é que tá tudo bem guardado, e a preguiça pra fazer essa tal limpeza é maior!!! rs

    Quem sabe um dia!? (ou não!!!)

    Kuá!

  5. Nada mais deprimente que morar sozinho. Pode enfeitar a casa do jeito mais espetaular que existe, mas o vazio da existência vai se aprofundar a cada dia na solidão. Na prática, viver sozinho, se vc for homem, é coisa de gay, se for mulher, é coisa de mal-amada. Você decide…

  6. Uaaaau Billy!! Falou o cara que entende TUDO de morar sozinho heim!! Certeza q vc é um filhinho da mamae q tem q morar com ela pq nao tem cacife pra se sustentar sozinho, ahuahuhuhauau!!!!

  7. Nossa Vini, quanto tempo que não vinha aqui, to sem net né? Mas teu blog tá cada vez melhor, parabéns guri! Cara, to pensando em me livrar das roupas velhas, tipo, vende-las num brexó, sei lá. Além de me livrar, ainda ganho um dinheirinho com isso! Acho que seria uma boa idéia. Vou tentar. Ou sei lá, to morando em republica, vou tentar trocar as coisas velhas com o pessoal da republica, ai ganho coisas novas. =)

  8. Fala Vini! Blzura man?
    Pode ser q futuramente eu seja teu vizinho ae… bom… mais ou menos… talvez eu vá pra Limeira.
    Coloquei um post no meu blog falando sobre isso… dá um bizu la depois!!!

    Abraço!!!!

  9. Eu acabei por me desfazer de várias coisas velhas no meu quarto esse mês. E eu estou para me livrar definitivamente da mesa do computador e comprar uma estante nova. Abraçoes. Aguardo visitas.

  10. Artigo interessante e útil, temos a tendência a juntar muita tralha, seja papel ou/e objetos, temos mesmo que separar um tempo para juntar tudo e dar um destino pra elas. Se analisarmos bem vamos perceber que a maioria do que guardávamos era inútil.

  11. Olá. Sou solteira e tenho grandes dificuldades de encontrar opções de viagens para mim (já vi opções para a categoria casal, casal com crianças, terceira idade, GLS; mas para solteiros está difícil). Assim, gostaria de sugerir e inclusão desta categoria no blog (com tudo que os(as) solteiros(as) tem direito.
    Mais precisamente, no meu caso, estou sem companhia para viajar (ai fica mais difícil) – já combinei com amigas, mas na hora elas não querem e as desculpas são inúmeras (namorado, sem dinheiro, medo) e eu nunca vou viajar (por medo de ir sozinha e por não conhecer nada, mas se tivesse um roteiro/dicas isso me daria mais coragem) – como vou sozinha a minha intenção não é um hotel caro e sim um hotel simples/econômico, mas que não seja um albergue também. Tenho que assim como eu muitas outras pessoas tenham a mesma dificuldade. Deste modo quero sugerir (e implorar, rs rs) a abordagem do referido tema no blog.
    Obrigado.

  12. Conheci o blog na sexta e hj terminei de ler todos os posts…. Amei as dicas e vou anotar várias delas, principalmente as receitas (apesar de que comecei a morar só no domingo e só tenho a pia na cozinha….)

    Só q isso aqui ta precisando de uma atualização em….

  13. eu acho q esse post é bem feminino

    é bem coisa de mulher jogar tudo fora…. me lembro q minha mae jogou fora coisas q hje seriam raridade como um atari 1600 de 85

    é foda…. olhem bem antes de jogar fora oq poderá ser uma reliquia

  14. Ahhhhhh dicas preciosas. Eu andei limpando minhas coisas e fiz praticamente isso. Só que ainda tem aquelas que eu não tive coragem. Quanto as roupas, tô procurando negociar em album brechó ou vou por conta própria, verei isso. Mas sabe algo que realmente me deixa na dúvida? Coisas de ex. Vocês bem que podiam fazer um post sobre isso (não sei se já tem), mas falando sobre essas “lembrancinhas” que guardamos, as tralhas do ex namoro, que não tivemos coragem de jogar fora… porque foi muito longo ou muito intenso. Mesmo que já estejamos em outra :X isso tem me atormentado.

  15. Excelente estratégia. Vou tentar ver se tenho coragem de implementar, ou seja, jogar fora coisas que sei que não vou mais usar, mas não consigo me desligar delas!

    Parabéns pelo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *