Carta a Gael



Eu estava na academia, e minha irmã me ligou fazendo uma chamada de vídeo. Quando atendi, me assustei, na chamada estavam ela e meu cunhado:

– Oi, Alisson, Oi Lumena – atendi pensando: “Aconteceu alguma coisa!”

Meus pais se separaram quando eu tinha apenas um ano. E eu fui criado por minha mãe que renunciou a boa parte da vida dela para cuidar de mim e de minha irmã.

Desisti de minha carreira de jogador de futebol, não que eu tivesse algum futuro (risos) mas eu queria ao menos ter tentado.
E sai entregar panfleto, engraxar sapatos. Também vendi geladinhos, aprendi a hackear internet pra minha mãe não precisar pagar, e foi assim que descobri que eu tinha facilidade com informática e foi isso que definiu minha carreira até hoje. Comecei a trabalhar cedo para não fazer minha mãe ter que se preocupar financeiramente comigo.

Quando terminei o colegial, fiz apenas uma semana de faculdade, desisti,não achava justo eu ficar só estudando enquanto minha mãe bancava meus estudos. Iria deixar a faculdade para quando eu pudesse pagar ou quando conseguisse passar em alguma faculdade publica.

Eu cresci com minha mãe e minha irmã. Acredito que por isso eu sempre tive um sonho eu queria ter uma família, queria uma velhice tranquila pra minha mãe. Eu sempre tive um planejamento pra minha vida, sempre quis casar, ter filhos, ter netos e envelhecer curtindo minha família e minha velhice.

Mas a vida, nem sempre é como a gente planeja.
Algumas coisas fogem do nosso controle e outras não dependem só da gente… as vezes dependem de um terceiro.

Então estou eu… já me achando velho pra ter uma família, sem nenhum planejamento, sem nenhuma ambição familiar e recebo aquela ligação, que me deu a notícia que eu seria tio de gêmeos.

Gael, eu chorei de felicidade, tudo que eu planejei para mim, a minha irmã tinha conseguido, e isso para mim era uma vitória!
Todo planejamento que eu tive pra minha vida de ter filhos, família estava materializado na Lumena, no Alisson, em vocês!

Prometi para mim mesmo que seria o melhor tio do mundo, o tio do Theo e do Gael!!

Não importava mais o planejamento da minha vida, eu era Tio porra!!! E vocês estavam vindo pra melhor família do mundo a “Oliveira Ruiz Brigel Conceição”.

A Lumena já tinha perdido um bebê no início de uma gestação e um ano depois ela estava gravida de gêmeos. Deus tinha mandando os dois de uma só vez!!!

Mas a vida, nem sempre é como a gente planeja

Eu vejo muitos casais por ai que não querem ter filhos, as vezes casais que nem estão juntos, as vezes mães que nem sabem que estão gravidas, e acontece tudo perfeito!

Outros casais planejam, desejam, fazem tudo pra isso dar certo.

Minha irmã e meu cunhado fizeram tudo, financiaram um carro maior afinal eram dois bebês!
Alugaram para um apartamento maior mesmo estando quase saindo a casa própria deles.
E enquanto isso as duas famílias estavam prontas e ansiosas por vocês.

Gael, Vocês eram desejados, planejados e queridos, podem ter certeza que seus pais fizeram tudo que estava ao alcance para dar a melhor vida pra vocês.
E em volta deles uma legião de tios, avós e amigos esperavam vocês ansiosos. Teve até um bolão pra adivinhar que dia vocês iriam nascer. Eu apostei dia 8!

Gael, talvez você tivesse vindo pra suprir o primeiro bebe, talvez você viesse pra ser corintiano, são paulino, santista. Eu ficava imaginando como seria sua personalidade, quem seria o mais bravo? Quem seria melhor jogador de futebol? quem seria o mais nerd, pra ficar conversando de informatica comigo?

Eu já perguntava para minhas amigas, qual presente dar para vocês, eu já perdia horas na internet vendo presentes.

Minha mãe, pediu a conta no emprego pra ajudar minha irmã a cuidar de vocês. Estava tudo pronto, organizado, planejado… e desejado!


Dia 09/08/2022 eu acordei com a notícia que vocês tinham vindo ao mundo. Estava um dia ensolarado!
E eu, mandei mensagem pra todos os meus amigos: Vocês erraram o bolão!!

Era o dia mais feliz da minha vida!
Mas a vida.. nem sempre é como a gente planeja.

Gael, Voce foi guerreiro demais, foram apenas sete dias.

Você foi capaz de derrubar meu cunhado um cara que eu nunca imaginei ser derrubado.

Você me mostrou como eu sou fraco, eu não imaginava que eu era tão fraco assim

Minha avó perdeu netos e filhos e ela sempre dizia que a coisa mais triste pra uma mãe era perder um filho… e agora, minha irmã iria passar por isso.
Pra mim a Lumena ainda é aquela menininha, não parece que tem 33 anos, eu imaginava aquela menininha, perdendo você Gael, como ela iria passar por isso?

Eu nunca imaginei, passar por isso com minha família, um caixãozinho minúsculo, com um bebe que parecia uma bonequinha dentro dele!

Você era perfeito, seus sorriso, seu narizinho, seus dedinhos suas unhazinhas!

Depois que você partiu, perguntei para o Alisson o que eu podia fazer por eles, ele pediu para eu guardar seu carrinho, e seu berço. Afinal, como voltar para o apartamento e ver dois bercinhos, dois carrinhos montados?

E que dobrei seu carrinho… eu que desmontei seu berço… enquanto você desmontava meu coração.
Eu baguncei a gaveta de roupas coloridas: duas camisetinhas azul, duas meias verde, tudo em dobro, que estavam uma do lado da outra, alterei as ordens.

E guardei o ursinho que estava no seu berço.
O Alisson, chegou e pegou seu ursinho que eu tinha guardado… e colocou junto com o ursinho no berço do Theo, e falou: Vocês sempre vão estar juntos!

Uma vez me disseram que eu concentro minhas energias e meus sentimentos em objetos em coisas materiais… Então resolvi te materializar nesse texto, resolvi te eternizar aqui.
Porque se eu te eternizar em uma musica, vai ser uma musica que nunca vou conseguir cantar, pois sempre que eu cantar, irei chorar.

Gael, fica tranquilo a gente vai arrancar forças para continuar, Vou me acostumar a comprar só um presente ao invés de dois, e vamos cuidar do Théo pra você!
E você, Gael, vai ficar para sempre em nossas memórias e enquanto eu viver vou me lembrar de você, enquanto eu viver, vou tentando entender, porque a vida não é como a gente planeja.

Eu te amo!